terça-feira, 19 de agosto de 2014

Após cobranças do SIMPROBAC, é agendada nova reunião da Comissão de Gestão do Plano de Carreira
Na última quinta-feira (14/08), a diretoria do SIMPROBAC enviou um ofício ao Sr. Ricardo Amorim, presidente da Comissão de Gestão do Plano de Carreira do magistério Público Municipal de Barra do Choça, para discussão do processo de enquadramento dos professores e da proposta de Avaliação de Desempenho. Atendendo à solicitação, o presidente convocou os membros da Comissão para uma reunião que se realizará no dia 26 de agosto, às 14:30h.

O SIMPROBAC espera que a Secretaria Municipal de Educação apresente uma proposta de Avaliação de Desempenho para que a Comissão inicie as discussões, em cumprimento aos acordos da Campanha Salarial de 2014.   

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Morosidade do governo Oberdam pode comprometer o cumprimento de acordo da Campanha Salarial 2014
  
Mais uma vez, a morosidade da gestão Oberdam poderá comprometer o cumprimento de acordo da Campanha Salarial deste ano de 2014. O acordo em questão se trata da discussão da proposta de Avaliação de Desempenho na Comissão de Gestão do Plano de Carreira do Magistério Público Municipal de Barra do Choça. Pelo acordo assinado entre o SIMPROBAC e o prefeito Oberdam a discussão deveria ter sido inicia no início do mês de julho. Fato que ainda não ocorreu, pois a Administração Municipal não enviou a proposta para a Comissão iniciar os trabalhos. Isso é preocupante, uma vez que a discussão da Avaliação de Desempenho foi uma pauta da Campanha Salarial do passado que, por sua, vez não foi cumprida pelo gestor.
O SIMPROBAC já fez várias solicitações à Secretaria Municipal de Educação, responsável pela elaboração da proposta e, até o presente momento, a mesma não apresentou uma data concreta para a apresentação do documento.

Caso o governo Oberdam não envie a proposta até o final deste mês, a categoria poderá se reunir novamente em assembleia para fazer os encaminhamentos necessários.

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

11 de agosto - Dia do Estudante


O Dia do Estudante é uma data especial, pois é uma homenagem a todas as pessoas que valorizam o conhecimento e o crescimento pessoal. É comemorado em 11 de agosto porque esta é a data em que foram criados os dois primeiros cursos de nível superior no país: ciências jurídicas e ciências sociais. Isto ocorreu no ano de 1827, por decreto de D. Pedro I. Antes disso, quem quisesse cursar o ensino superior, teria que ir até a Europa, pois era só do outro lado do oceano que existiam universidades. A data comemorativa foi instituída por ocasião da comemoração do centenário de criação dos cursos.

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Segundo Administração Municipal, falha do setor responsável impossibilitou o pagamento do abono dos professores contratados
Após enviar ofício à Administração Municipal questionando sobre o não pagamento do abono salarial dos professores contratados, conforme acordo assinado pelo prefeito Oberdam, o SIMPROBAC foi informado que a referida remuneração não ocorreu devido a falha do setor responsável. Tal falha interferiu no processamento da folha de pagamento.

Segundo ofício enviado pela Secretária de Administração, o pagamento será realizado no mês de agosto com o retroativo ao mês de julho.

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Prefeito Oberdam descumpre novamente acordo da Campanha Salarial dos professores

O pagamento do abono salarial de R$ 100,00 (cem reais) para todos os professores contratados foi uma das principais conquistas da categoria na Campanha Salarial deste ano. Tal incentivo seria pago à partir do mês de julho até o término do contrato. No entanto, ao receberem seus salários, esses profissionais constataram o não pagamento do abono. Tal fato contraria o acordo assinado pelo prefeito Oberdam e a Lei nº 275/2014, aprovada pela Câmara de Vereadores e sancionada pelo gestor municipal em 18 de junho de 2014.
Deste modo,  a diretoria do SIMPROBAC  encaminhou um ofício ao prefeito Oberdam exigindo o pagamento imediato do abono em respeito à esses profissionais e aos acordos da Campanha Salarial.
O professor contratado de Barra do Choça recebe vencimento na faixa de 1 (um) salário mínimo. Desse modo, o abono salarial é importante porque aumenta o poder aquisitivo desse profissional em até 12%.
É importante lembrar que, no passado, esse educadores eram mais valorizados, uma vez que recebiam diversas gratificações conquistas pelo SIMPROBAC. No entanto, o governo Oberdam retirou todos esses direitos.

Prefeito Oberdam, cumpra os acordos e trate a categoria dos professores com mais respeito!

Confira abaixo a lei que garante o abono salarial aos professores contratados:


quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Governo Oberdam atrasa novamente o pagamento dos salários dos profissionais da educação de Barra do Choça
O atraso no pagamento dos salários dos professores municipais se tornou comum no município de Barra do Choça. Apesar dos pagamento serem feitos dentro dos prazos legais (até o quinto dia útil do mês), o SIMPROBAC reafirma que tal prática é imoral, pois os repasses dos recursos do FUNDEB, pelo governo federal, ocorrem sempre dentro dos prazos.
Desta vez, de forma discriminatória e desrespeitosa, o governo Oberdam pagou com atraso os salários dos professores contratados, diretores, vice diretores e coordenadores pedagógicos.
Não há explicações para tal desrespeito com os profissionais da educação, pois o município de Barra do Choça receberá, no ano de 2014, mais de 30 milhões de reais somente para a educação. Esse valor representa praticamente a metade de todos os recursos que o município receberá neste ano (cerca de 47%).
O SIMROBAC repudia essa prática do governo Oberdam e exige respeito com os professores e demais profissionais que prestam importante papel para a educação de Barra do Choça.
Comissão aprova plebiscito para federalização da Educação Básica


A CE (Comissão de Educação, Cultura e Esporte) do Senado aprovou nesta terça-feira (5/8) projeto de convocação de um plebiscito de âmbito nacional para consultar o eleitorado a respeito da transferência para a União da responsabilidade sobre a educação básica. Atualmente cabe, em sua maior parte, aos estados e municípios custear a educação infantil e os ensinos fundamental e médio.
O plebiscito foi proposto pelo senador Cristovam Buarque (PDT-DF). De acordo com o Projeto de Decreto Legislativo 460/2013, a consulta deverá ser realizada simultaneamente com o primeiro turno das eleições de 2014, em 5 de outubro. O cidadão deverá responder, com sim ou não, à seguinte questão: “o financiamento da educação básica pública e gratuita deve passar a ser da responsabilidade do governo federal?”.
Caso o projeto seja aprovado, o Congresso Nacional comunicará ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que expedirá as instruções para a realização do plebiscito. Além disso, será assegurado tempo de TV e rádio para que partidos políticos e frentes suprapartidárias organizadas pela sociedade civil façam suas campanhas a favor ou contra a transferência.
Segundo o relator da proposta na CE, senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), estados e municípios são responsáveis por cerca de 80% dos recursos destinados à educação, enquanto a União, que detém para si mais da metade do bolo da arrecadação de tributos, participa com apenas 20%. Ou seja, o ente federado com mais recursos é quem faz o menor aporte de verbas para a educação básica, reforçou o relator.
Como consequência, disse Randolfe, há disparidades na infraestrutura escolar pelo país afora, incapacidade de diversos governos estaduais e prefeituras para honrar o piso salarial dos professores, lacunas na oferta de vagas em creches, e inexistência de um padrão nacional mínimo de qualidade, entre outros problemas.
O projeto segue para a CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) e depois para a CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania) e ainda terá que ser analisado pelo Plenário.